53-769x445

Medianeira entre as 8 melhores cidades do Paraná com alto desenvolvimento em saúde, educação e emprego e renda

Medianeira mais uma vez se destaca no cenário estadual e nacional, desta vez ficou entre as oito cidades paranaenses que possuem alto desenvolvimento nas três vertentes – saúde, educação e emprego e renda, de acordo com o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM). Para chegar a esse patamar, é preciso obter índices superiores a 0,8 em cada área analisada. Em todo o Brasil, apenas 31 cidades alcançaram essa excelência. Nenhuma capital está no grupo.

Para o prefeito Ricardo Endrigo este é mais um motivo para comemorar. “Esta notícia é para fechar o ano com chave de ouro, Medianeira é uma cidade pujante, com muito potencial, e este novo índice só vem provar isso, e comprovar que estamos no caminho certo, rumo a uma Medianeira melhor para todos”, completa Endrigo.

O Paraná está bem avaliado, de modo geral. Dos 399 municípios do estado, 383 possuem o IFDM moderado (entre 0,6 e 0,8) ou alto (entre 0,8 e 1,0), o que corresponde a 96% do total. Esse resultado só foi possível porque 66,4% das cidades registraram avanços na comparação entre 2012 e 2013. No Brasil, a média de cidades com esse nível de desenvolvimento é de 68,1%.

O economista da Firjan Jonathas Goulart explica que o tamanho da cidade não influencia tanto no desenvolvimento das cidades. “Para saúde e educação são as políticas públicas mais estruturadas que fazem diferença. Já para emprego e renda, os maiores municípios podem absorver o mercado de trabalho dos vizinhos”, pondera.

Criado em 2008 para monitorar o desenvolvimento socioeconômico dos municípios brasileiros, o índice analisa três vertentes fundamentais ao desenvolvimento humano, e cada um deles recebe uma espécie de nota de 0 (mínimo) a 1 (máximo) para classificar a cidade em quatro categorias de desenvolvimento: baixo, regular, moderado e alto, que contribui para o resultado geral e final da cidade.
Fonte: Amop