2f1c8e03de1cc8ef5db01e132f9f36a8-620x330

Portal Medianeira e APAE firmam parceria para inclusão digital

Promover o conhecimento por meio do acesso à internet é uma das preocupações da empresa Portal Medianeira. Atualmente, o provedor é parceiro de diversas entidades do município, onde apoia o desenvolvimento de jovens, crianças, professores, coordenação e colaboradores dessas entidades, fornecendo gratuitamente o acesso ao mundo digital, através da internet.

A Associação de Pais e Amigos de Excepcionais – APAE de Medianeira, atende 91 alunos matriculados exclusivamente com deficiência intelectual e múltipla, em dois turnos, (matutino e vespertino), sem limite de idade, além da escolarização (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Educação de Jovens e Adultos). A equipe profissional e os alunos passaram a contar com mais uma ferramenta de estudo, pesquisas e diversão. Conforme a diretora da escola, Estela Maria Ferlin, os alunos têm horários para utilizarem os computadores. “Eles fazem trabalhos, pesquisas, utilizam o Facebook para manter contato com a rede de amizades e familiares. Professores e direção também utilizam a internet para trabalhos, pesquisas, auxiliando assim no conhecimento do trabalho pedagógico, na educação dos nossos alunos”, destaca.

Outras entidades do projeto do Portal Medianeira

A Sanem (Sociedade de Amparo Medianeirense) foi a primeira entidade beneficiada. A instituição disponibiliza de laboratório de informática para os 15 computadores que tem na instituição.A assistente social da Sanem e coordenadora do ProJovem, Luciane Carbonera destaca que o programa desenvolve atividades no contra-turno escolar, promovendo a preparação de jovens para o mercado de trabalho.

A oficina de informática é uma motivação para todos. “Os participantes são encaminhados pelo Bolsa Família. Eles não tem computador e aqui aprendem a utilizar essa ferramenta para fazerem pesquisas didáticas”, explica Luciane, que acrescenta: “o laboratório de informática permite a inclusão digital e social de jovens carentes. Com a gratuidade do acesso à internet cedido pelo Portal Medianeira, a empresa estará colaborando para o avanço profissional desses jovens”, destaca.

A Sociedade Filantrópica Semear foi a segunda entidade a receber o acesso gratuito à internet. O laboratório de informática do Semear é utilizado por 280 crianças e  adolescentes. A maioria deles  também não tem computador em casa. É nas oficinas oferecidas pela entidade que eles têm os primeiros contatos com o mundo digital. Leci Desbessel, do Semear, lembra que iniciativas como a do Portal Medianeira são muito importantes para a manutenção da entidade.

A terceira entidade que recebeu o equipamento e acesso gratuito é a Entidade Filantrópica O Bom Samaritano, onde um dos projetos é a Casa Abrigo. De acordo com a entidade, era necessário o acesso à internet e devido às finanças serem bem restritas, o projeto do Portal veio beneficiar a entidade. “É importante o uso da internet, pois reduzimos também o custo com o telefone, então usamos outras ferramentas para se comunicar através da internet. Imprimimos desenhos para as crianças pintarem e fazemos pesquisas que possam ser usadas para o nosso conhecimento e aplicá-los no dia a dia”, ressalta.

Fonte: Redação Portal Medianeira